quarta-feira, 16 de abril de 2014

Atividade Paranormal - 4ª Temporada - Capitulo 17 - Game over!


 

Alex P.O.V. 


" Vai indo para casa, leva a Ashley e o Justin pra fora aqui do hospital! Xx Zayn"
" Onde você está caralho? Xx Alex"
" Eu e s/n estamos indo pra lá! Xx Zayn "
Justin: Novidades?? - ele aparece ao meu lado. - A s/n está bem??
Eu: Eles estão indo para casa e disseram para a gente ir também! - Seguimos até lá fora para junto do carro, tinha um mau pressentimento, sentia que algo de mau ia acontecer ... talvez fosse mesmo apenas impressão minha mais nada!! Andei pelo parque de estacionamento enquanto segurava a mão de Ashley encostando seu corpo ao meu, sua cabeça estava apoiada em meu ombro, senti-a tensa a e nervosa mas não entendia o porquê disso, seu corpo arrepiava-se constantemente á medida que caminhavamos. Não sei o que se passava com ela, estava estranha, desligada de mim ... apertei-a mais contra mim rolando meu braço em torno de seu pescoço e entrelaçando nossos dedos, beijei seu bochecha suavemente tentando que ficasse mais tranquila - Heyy bebe tudo bem?? - ela deu um sorriso forçado e voltou a olhar o chão. Havia alguma coisa de errado se passando não era burro e percebia que ela me estava escondendo alguma coisa, apenas não percebia o que poderia ser!! Fazia frio àquela hora, mas seus arrepios não se deviam á corrente de ar, havia algo a deixando receosa e com medo ... Mas com medo de quê caralho?? - O que é que me estás a esconder Ashley?? - falei nervoso a jogando contra um carro, pressionando sobre seu peito e com a outra agarrei seu rosto pelo queixo, não deixando que ela desvia-se seu olhar do meu.
Justin: ALEX!! - ele agarrou meu ombro me puxando para trás, minha respiração era pesada, respirei fundo tentando que ela voltasse ao normal e saquei um cigarro do bolso o acendendo.
Eu: Sabia que nunca devia ter confiado em você cabra!! - falei soltando uma bafarada de fumo.
Ashley: Do que você está falando?? - ela perguntou com aquele seu sorriso de puta.
Eu: Achas-te assim tão inteligente Ashley?? - gargalhei e senti-a estremecer com a minha reação, certamente ela saberia que eu dessa vez não teria piedade dela! Fui me aproximando dela lentamente enquanto acabava o cigarro, quando cheguei junto a si passei meus dedos suavemente pelos seus cabelos colocando uma das mechas atrás de sua orelha, colei meu ombro no céu e sussurrei no seu ouvido - Você brincou com o fogo babe! Eu sou um Dawnson!! - encostei minha arma na sua cintura ...
Ashley: Quer um conselho?? ... Se você não quer ver seu corpo ser enterrado ainda hoje, foge!! O Rayn está chegando!!
Eu: PUTA DO CARALHO!! – agarrei no seu braço bruscamente a jogando no meio do chão, notei alguns arranhões da queda nos seus braços. Como é que eu fui tão burro caralho?? Como eu consegui confiar nela?! Foda-se Alex, você devia ter acordado pra vida mais cedo... e se agora fosse demasiado tarde? Vi Zayn e S/n  aparecerem correndo e vindo na nossa direção.
Zayn: O que vocês ainda estão aqui fazendo?? – ele falou quase sem folêgo – O que você faz com essa arma na mão?? – perguntou nervoso.
S/n: Alex... – sua voz me chamou calmamente, a olhei por segundos mas logo desviei o olhar para o Zayn.
Eu: Vamos logo!! O tempo está esgotando – rodei a arma na mão a prendendo nas calças.
Ashley: Onde você vai bebé? – ela se levantou rapidamente agarrando meu braço e me puxando para ele. Logo nos afastei dando um empurrão nela. – Você não quis brincar com o fogo Alex?! Então vamos jogar... ou... está ficando com medo Dawson?? – ela falou com uma voz provocante... puta!! O que fazia agora? A s/n estava ali, não a podia pôr em perigo, mas sentia uma raiva enorme tomando conta de mim, um ódio... fodasse, queria destruir aquela vadia, o Rayn, acabar com todos eles!
Eu: Eu – puxei sua cintura fazendo nossos corpos chocarem – só tenho medo de uma coisa! – fiz uma pausa – De algum dia morrer com medo de alguém como você! – ela riu.
Ashley: Vai arriscar Dawson?? – soltei uma gargalhada rouca junto aos seus lábios que soltavam um bafo quente – Sabia que não me desiludiria! – bati de ombro com ela e segui até Zayn que me encarava confuso.
Zayn: Fala qual a puta de encrenca que você meteu a gente!
Eu: Preciso de você comigo mano! A s/n tem de sair daqui e depressa!
Zayn: Fala tudo logo porra!! Sempre que você fala assim é porque vai dar merda... Puta que pariu Alex, a s/n acabou de sair do hospital!
Eu: E acha que eu planeei isso?? O Bieber leva ela embora e nós tratamos isso! Acho que não vai querer viver toda a sua vida sabendo que o Rayn anda por aí estudando seus passos!
Zayn: Vamos em frente, estou contigo! – comecei escutando os carros derrapando... parece-me que o jogo acabou de começar!!
Eu: Pega seu carro e leva a s/n para casa! – avisei o Justin, ele não falou nada apenas pegou depressa a mão dela correndo para o carro. O barulho dos motores estava cada vez mais perto, Zayn e eu corremos cada um pro seu carro. Baixei um dos meus vidros e olhei a Ashley. Pisquei-lhe o olho e fiz sinal para que entrasse destrancando as portas do carro, ela se apressou a entrar. Comecei vendo as luzes dos outros carros entrando no parque e pisei fundo o acelerador. – És doida! – falei esboçando um sorriso.
Ashley: Aquele filho da puta achava que mesmo depois de me ter abandonado na casa eu ia ficar do lado dele!! – ela sorri vitoriosa – Agora vai, vamos acabar com eles! Confio em você!!


Zayn P.O.V.


Vi os carros se aproximando do parque do hospital e pisei o acelerador seguindo na frente do carro do Alex, ele certamente era mais experiente que eu e assim podia me cobrir. Acho que as coisas começaram a acontecer de forma diferente da que pensavamos! Haviam carros aparecerem pela estrada que cruzava a estrada que seguíamos, estavam me encurralando. FILHOS DA PUTA! Senti o telemóvel receber uma chamada e coloquei-o em voz alta pousando-o em cima do rádio.
Alex: Então Malik?? Achava você com mais capacidades!! – ele falou me zoando – Tem uma arma aí que eu coloquei!
Eu: Vai te foer otário! Devíamos ter saído mais cedo, eles estão muito junto a nós!
Alex: Ohh – ele ri – Toma coragem idiota! Tá com medinho mano??
Eu: Eu vou-te mostrar o medinho Dawson!! – desliguei a chamada, peguei o volante com uma das mãos enquanto procurava a porra da arma. Achei-a... oh fodasse Zayn, vá pega essa porra e se defenda! Estar a viver tudo aquilo relembrava-me dos tempos em que eu era um dos homens do Rayn... toda aquela adrenalina estava voltando. Velhos tempos, sorri involuntariamente ao pensar nisso e logo agarrei a arma, abrindo o vidro do carro e disparando para o carro que seguia a meu lado, furando dois dos seus pneus . O cara que dirigia perdeu controle do carro chocando contra o muro. Voltei fechando meu vidro... Quantas saudades disso! Recebi uma chamada novamente. – E aí Dawson?? – disse zoando com ele, ouvi-o rir do outro lado.
Alex: Você é doido cara!! Toma cuidado, isso agora é sério Zayn! Você tem que conseguir ir embora enquanto eu tento distrair o Rayn e os homens dele!
Eu: Tá falando para eu fugir? Eu tomo conta de mim... isso está ficando divertido!
Alex: Zayn caralho, agora não estou brincando! A Ashley está dentro dos planos do Rayn e você é quem eles querem pegar!... Segues nossas ordens! – ele achava mesmo que eu ia embora agora?? Os carros começaram a atirar contra nós, me assustando um pouco... tava ficando sério. Acelerei o mais que podia – Zayn sai nessa estrada à esquerda!
Eu: Tá maluco?? Eu não vou deixar vocês os dois sozinhos!
Alex: ZAYN SAI NA PORRA DA ESTRADA!!
Eu: Alex eu não vou sair caralho!
Alex: SAI CARALHO! VOCÊ VAI MORRER ASSIM! VÊ SE ENTENDE PORRA!!
Adhley: Zayn é sério, sai essa estrada fora!
Eu: Mas Ashley e...
Alex: PARA DE ARRISCAR SUA VIDA FODA-SE! SAI NESSA SAÍDA AGORA PORRA!!  ELES...
Ashley: ALEXXX!! – ouvi-a  gritar e perdi a ligação com eles, puta que pariu, a saída estava próxima, acabei virando nela, os carros não me conseguiram apanhar... o que tinha acontecido com eles?? A ligação se perdeu por completo! Porra eu devia ter virado para trás e ver o que aconteceu! Parei o carro, puxando meus cabelos nervoso e apoiando meus cotovelos no volante. Era completamente noite, não havia ninguém dirigindo na estrada, abri a porta a batendo bruscamente e tentei tomar um pouco de ar. De repente, naquele mesmo instante ouvi um carro travar junto do meu jogando pó quase para mim, coloquei meu braço em frente aos olhos e quando ouvi a porta bater baixei-o olhando quem era.
Era uma rapariga, notava-se pelo jeito que andava e os cabelos longos apanhados... seu rosto começou ficando mais nítido... Lice! Ela continuava igual quando a gente namorava, os cabelos, aquele olhar hipnotizante e a pele branca contrastando com a maquiagem que usava, continuava a mesma Dawson de sempre! Não sei o que meu coração sentiu naquele momento... sei lá, foi tão estranho, eu fiquei todos esses anos pensando que ela estava morta, tal como todo o mundo... mas afinal não! Ela pegou a arama presa em sua cintura e apontou-a para mim.
Lice: Não tente fugir!
Eu: Tiveste viva este tempo todo!
Lice: Para Zayn, sei que está tentando achar um escape para sair daqui mas isso não vai acontecer tá bom?! Você tenta sequer dar um passo e eu juro que atiro em você... Não sou a mesma Lice amor! Rayn me ensinou em quem confiar e quem eu deveria afastar da minha vida...
Eu: Ahah o Rayn claro!! – zombei – Você quer me matar Lice, então pressa o gatilho vai, eu tou aqui está esperando o quê?
Lice: Por favor Zayn pare com esse seu teatrinho! Agora que deu em cantou já não sabe se defender é?
Eu: Você conhece-me mesmo né?! – ri – Melhorou suas capacidades para atirar?!
Lice: Sabe que se eu não te matar agora, vou te pegar doutro jeito!
Eu: Aprendeu tudo isso com o Rayn?
Lice: É, el... – me aproximei depressa dela, me colocando atrás de si e prendendo sua cintura com minhas mãos e encostando meu queixo em seu ombro, vi seu corpo arrepiar totalmente ao sentir meu toque.
Eu: Acho que ele não te ensinou tudo! – deslizei meus dedos pelo seu braço aproximando minha mão da arma que ela segurava.

Alex P.O.V

(...) Comecei abrindo os olhos lentamente, meu corpo estava todo dolorido e minha visão era ainda fusca... o que é que tinha acontecido?! Minha cabeça estava pesada, só passado algum tempo as imagens que passavam diante de meus olhos se tornavam nítidas... o carro tinha capotado, as imagens do acidente começavam agora passando em minha mente. Perdi totalmente o controle do carro, ainda tentei travar mas não haviam travões, os meus músculos começaram a ficar tensos. Fiquei nervoso, senti a mão da Ashley segurar a minha e apaguei completamente.
Ashley: Alexx... – ouvia sua voz muito fraca me chamar. O carro tinha parado de cabeça para baixo... Merda, merda, merda!! Só esperava que pelo menos o Zayn tenha conseguido escapar ao Rayn e aos homens dele!
Eu: O que... ahhh.. aconteceu? – falei com dificuldade.
Ashley: Temos que sair daqui Alex! Vai, por favor me ajuda!! – bati com o cotovelo no vidro do carro acabando por parti-lo totalmente e deixando meu braço a sangrar, tentei abafar os gemidos que escapavam entre meus lábios os mordendo, arrastei o corpo arranhando-o nas pontas do vidro rasgar minha pele da barriga e entrar nela.
Ashley: Alex, pára, pára tás-te a magoar! – ela chorava descontroladamente, evitei sequer olhá-la nos olhos. Aquilo destruía-me por completo, vê-la assim!! Tomei todos as minhas forças e consegui sair do carro, me esforcei para seguir até ao outro lado onde estava a Ashley. A intensidade da dor era muito forte, minha pele ardia e meu corpo suava, consegui alcançar a mão dela e a ajudei a sair do carro sem que ela se machucasse, coloquei meus braços em baixo do seu corpo impedindo que os vidros rasgassem sua pele, e deixei que me magoassem a mim. – Vá lá Alex! Temos que conseguir sair dessa vivos... os dois! – ela segurava meu rosto que insistia em tombar, estava demasiado fraco, via até mesmo minha visão se indo... – Alex... p-por favor... – senti seus lábios colarem nos meus, ela me selou e suas lágrimas foram caindo sobre meu peito.
Rayn: Olha só que bonitinho!! – falou sarcasticamente e batendo palmas.
Ashley: ISSO É TUDO SUA CULPA!!
Rayn: Ficou do lado errado Ashley... você deveria perceber que um Dawson nunca me venceria! Muito menos um Malik! – eles continuaram discutindo enquanto eu tentava tomar algumas forças para continuar... isso não ia acabar por aí! Rayn, Rayn... cara você é demasiado burro para me vencer! Nem mesmo o carro capotando ele conseguia me mandar visitar os anjinhos! Sentia-me mais forte que ele, muito mais... agora tinha a Asley do meu lado, eu tinha o maior “diamante” dele, em minhas mãos!
Meu nome é Alex Dawon caralho! Meu dinheiro é loucura, é tal qual chuva caindo... caras como Rayn tentam ser como eu, ir em baladas, fumar, ter o mundo a seus pés, dominar essa porra toda, meu grande problema é ser tão humilde! Tanto dinheiro, é o paraíso, você perde noção do que pode ou não fazer com toda essa grana, então eu, eu gasto ele até acabar e depois mais assaltos, corridas...
Dinheiro fácil, sujo... chega rápido e rápido vai embora em minhas loucuras! Eu nasci num bairro, aprendi a trabalhar duro e me divertir bastante. Aprendi a ir de cabeça e me assegurar de que farrei tudo o que tenha de fazer. Fodam-se todos, eu só preciso de quem está do  meu lado, os outros falam, mentem, sentem inveja... essa é minha vida desde que tenho idade suficiente para perceber que se me quero manter vivo, terei de aprender a tornar minha alma arrogante, aprender a lutar para sobreviver!
Meu corpo foi ganhando alguma força, vi Rayn se aproximar de nós, ele estava sozinho e mandou os seus homens embora, típico dele! A certa altura acho que se esquecer completamente da minha presença ali, sua mão agarrou bruscamente o braço de Ashley levantando-a num impulso do chão, saquei minha arma das calças sem que ele se apercebesse e quando a tinha em minhas mãos... Estava garantido, essa vitória era minha!... me levantei depressa apontando o revólver na sua direção.
Eu: Não te atrevas a tocar-lhe! – falei entre os dentes, vi a sua expressão surpresa ao reparar no que aconteceu. – SOLTA-A! – gritei nervoso. Ele limitou-se a obedecer-me.
Estranhei, ele tinha de estar escondendo algo senão nunca teria cedido tão facilmente. Ashley correu para mim me abraçando de lado, rodei um dos braços à volta do seu pescoço, sem deixar de apontar a arma para ele. De repente ouvi a porta de seu carro abrir e de lá saíram uns caras altos agarrando uma garota e um rapaz... Puta merda!


S/n P.O.V.


Eu: Me solta... ahhh filho da puta!! Socorro!! – gritava desesperada sentindo minha garganta arder de tanto forçar a voz, socava o peito doo cara que me agarrava e batia com os pés na terra e nas pedras que haviam no chão. De repente ele me deu um forte empurrão me fazendo cair no chão arranhando meus joelhos e a palma das mãos, um gemido baixinho escapou-me entre os lábios.
Alex: Rayn... Se você não a deixa ir eu juro que disparo em você, sem piedade nenhuma! – levantei meu rosto lentamente reparando no Alex em nossa frente segurando uma arma que apontava em direção ao Rayn, que puxou meu corpo para cima me prendendo com força contra ele, uma ponta afiada deslizou pelo meu rosto. Havia um medo tomando conta de mim, um medo horrível, algo que tornava as batidas do meu coração dolorosas, e minha respiração abafada pelas lágrimas. Ouvi o som de um tiro disparado pelo Alex, cerrei os olhos com força, encolhendo meu corpo e sentindo a bala passar mesmo a meu lado e do Rayn. – EU FALEI QUE NÃO IA TER PIEDADE RAYN!! – o corpo de Rayn estremeceu com o tiro dando-me oportunidade de fugir, gelei um pouco pensando no que podia acontecer mas corri me colocando atrás de Alex, vi que o Justin conseguia também se desembaraçar do homem que o agarrava nesse momento e correr para junto de nós – Está com medo?? – Alex perguntou sorrindo com uma certa maldade.
Rayn: Medo?? – ele ri, mas percebo o nervoso em sua voz – De você Dawson?! Conta uma coisa para mim Alex, o que essa garota tem que mexe consigo desse jeito há?! Porque ela te deixa tão descontrolado?!
Alex: Está com medo que EU te mate?? – ele refez a pergunta dando enfase no “eu” mas dessa vez mostrando irritação na forma como falou.
Rayn: E você vai me matar porquê?? Porque eu quase matei seu ponto fraco, diante de seus olhos?? – ele encarou-me mas desviei o olhar, voltando a ouvir dois tiros e quando subi o olhar vi os dois homens do Rayn no chão sangrando.
Alex: Agora somos só os dois! Sua vantagem acabou por aí! – ele seguiu até Rayn dando um chute em sua barriga fazendo-o ficar de joelhos em sua frente e depois apontou o revólver na sua cabeça encostando-o nelo. – Implore! Quero ouvir você implorando! – falou aproximando-se mais do seu ouvido, Rayn falou algo baixo que não percebi. – Sua vida está nas minhas mãos Rayn, portanto... ou você vive... ou você morre! – ouvi a voz de Rayn trémula falar que o deixasse viver e... – Game Over! – disse pausadamente e disparou dois tiros certeiros em sua cabeça, Justin  escondeu meu rosto entre seus braços evitando que eu visse aquela cena e levou-me até ao carro do Rayn se sentando atrás comigo. Alex entrou para o lugar do condutor. Ouvia-se Ashley lá fora chorar, dentro do carro apenas nossas respirações ecoavam, junto com as batidas fortes e aceleradas dos nossos corações. Passado algum tempo ela entrou para o lugar do passageiro limpando o rosto molhado. Alex inclinou-se um pouco para ela beijando o topo de sua cabeça e sussurrando contra seus cabelos – Desculpa...
Ashley: Tudo bem babe! – ela falou fraco e pousando sua mão sobre a perna dele. O carro voltou a arrancar, Alex dirigia muito rápido, estranhei o facto de ele ter virado em outra estrada sem ser a que seguíamos. Deitei minha cabeça sobre o ombro ed Justin tentando descansar um pouquinho e acalamar minha rsepiração...
Onde está o Zayn? Um frio desconfortável invddiu meu abdpmen...
Eu: Cadê o Zayn, Alex? – não recebi uma resposta de sua parte, ele manteve o olhar fixo na estrada ignorando a minha pergunta – ONDE ESTÁ O ZAYN?? – gritei com ele, o acrro parou bruscamente, Ashley e Alex abriram ambas as portas rapidamente saindo do carro, abri minha porta também parando ao lado dela em pé – ALEX RESPONDE!! – disse desesperada, fazendo-o voltar-se para trás e seguir na minha direção. Suas mãos pousaram sobre os meus ombros e ele se baixou um pouco deixando nossos rostos à mesma medida e olhou nosmeus olhos fixamente.
Alex: Você confia em mim? – ele perguntou calmamente. Limitei-me a assentir – Então entra nesse carro por favor! – fiz o que ele me pediu e deixei-me ficar no carro.


Justin P.O.V.


Deixei a S/n ficar no carro e fui até Ashley  e Alex.
Eu: O que houve com o Zayn, fala a verdade Alex! – ele me deu sinl que olhasse ppara o fundo da ribanceira que ali tinha... – caralho, você está à espera do quê?! Temos de ir lá! – falei nervoso.
Alex: Está doido?! Onde é que você acha que vai Bieber?! – ele agarrou meu braço me puxando para trás.
Eu: Vamos deixar ele morrer?! – nenhum deles respondeu – vocês estão ficando loucos, porra!! O Zayn não pode morrer, ele tem a S/n. Alex... como vamos dizer pra ele que o deixamos morrer? Já pensou nisso?! – comecei passando meus dedos entre os fios de cabelo de forma nervosa e andando de um lado para o outro.
Alex: COMO É QUE VOCÊ QUER IR ALI EM BAIXO PORRA?! Quer morrer também é?! – em seguida ouvimos logo uma forte explosão, corri para junto da ribanceira olhando o fundo... estava em choque vendo o carro arder, se o Zayn lá estivesse mesmo não iria sobreviver, não conseguia acreditar nisso...
Alex: EU MANDEI-TE FICAR NO CARRO!!
S/n: ONDE É QUE ESTÁ O ZAYN?! RESPONDE-ME!!
Alex: PORQUE É QUE NUNCA FAZES O QUE TE PEÇO?!
S/n: PORQUE TALVEZ VOCÊ NÃO MANDA EM MIM!!
Alex: E PORQUE TALVEZ EU ESTEJA A TODO O MOMENTO A TENTAR PROTEGER-TE!! SÓ TU É QUE NÃO PERCEBES ISSO!
S/n: E ESCONDER A VERDADE É PROTEGER-ME?!
Alex: QUAL VERDADE?? O QUE É QUE QUERES SABER??
S/n: ONDE ESTÁ O ZAYN!! – ela falou firme agarrando o casaco do Alex e puxando-o para ela.
Alex: Morreu...
S/n: Q-quê?
(...)


Zayn P.O.V.


Eu: Acho que ele não te ensinou tudo! – deslizei meus dedos pelo seu braço aproximando minha mão da arma que ela segurava. Pensava que tinha tomado o  controle da situação mas ela bate com o cotovelo para trás atingindo meu abdomen. Levei as mãos à barriga fletindo os olhos e dando um passo para trás. – vavadia!!
Lice: Fraco! Foi só uma pancadinha! – levantei um pouco o olhar, ela guardou a arma e caminhou até ao carro – vamos, anda!!
Eu: Achas mesmo que vou a algum lugar contigo?!
Lice: A menos que querias morrer!! – disse – Cala a boca e entra logo na porra do carro! – Grr puta! Definitivamente eu ia matar a Lice. Então ela passa anos sem aparecer fazendo-me pensar que estava morta e agora, agora vem do nada, completamente mudada, não era mais aquele garota inocente, estava transformada numa alma rebelde, e ainda para mais estava do lado do Rayn!! Entrei no carro batendo com aporta nervoso e vi-a rir-se. Ela era louca caralho, então primeiro aponta-me com uma arma e agora quer-me ajudar!! – Espero que o meu irmão continue o mesmo... o Rayn está seguindo atrás dele e da Ashleu e mandou-me a mim para acabar com você... ele deveria ter percebido que eu nunca arriscaria sua vida, e que era incapaz de acabar com o único homem que realmente me ensinou a amar! Se eu tivesse aparecido depois de vocês pensarem que eu morri, sabia que você ia porem perigo! O Rayn ia sentir ainda mais raiva... então eu me aliei a ele, fi-lo acreditar que estava do lado dele. Fiz isso para te proteger, a ti, ao Alex... ao Justin! Custou muito passar esse tempo todo sem sequer poder dizer-vos que estava viva... disse aos homens do Rayn que ele avisou que não precisava mais deles e para irem embora, só espero que o Alex seja forte o suficiente!
Eu: Você não é a mesma Lice! Vejo isso nos seus olhos... – tentei captar sua atenção e sem que ela percebesse peguei na arma que ela tinha pousado em cima do rádio e apontei para ele – Acha que sou parvo é?? Tás envolvida nos esquemas do Rayn à anos e vais-me dizer que foi tudo para nos proteger?! O que é que estás a esconder. FALA!!
Lice: É-é verd...dade Zayn!!
Eu: Vagabunda, porque é que fizeste isto comigo??
Lice: Era a única forma de te manter a salvo!
Eu: Eu não sei porquê, mas eu vou acreditar em você – baixei a arma e encostei-me para trás no banco respirando fundo. Ela ligou o carro e acelerou fazendo-nos bater no meu carro que caiu pela ribanceira – Tás maluca??
Lice: Não sei se o Rayn vai sair dessa vivo, por isso vamos fazê-lo pensar que você realmente morreu!
(...)
Quando chegamos em casa a Patrícia disse-me que a S/n estava no aeroporto, ela pensava que eu tinha morrido ao ver o meu carro explodir lá no penhasco. Peguei a chave de um dos carros e segui até ao aeroporto.
Uma sensação de inutilidade tomava conta de mim, eu só sabia fazê-la chorar, sofrer... era um idiota! Sentia-me em queda livre e sem ter ninguém que me pudesse salvar, se ela entrasse naquele avião antes de eu chegar nunca mais me perdoaria. Peguei no celular enquanto conduzia e digitei uma mensagem.
“Nunca pensei que fosse para sempre... talvez isso fosse o que eu realmente queria, mas tinha medo de me magoar... mas também nunca pensei que te perderia tão depressa! Não entres no avião s/n... xxZayn.”
(...)
Levantei meu olhar e encontrei os seus olhos azuis que me fixaram também, vi uma lágrima correr pelo seu rosto. Limitei-me a correr até ela depressa, choquei meu corpo com o seu abraçando-o bem forte contra mim, seus braços entrelaçaram-se no meu pescoço – Eu estou aqui pequena, não te abandonei!

S/n P.O.V.


Era suposto isso ser um teste aos meus sentimentos?! Se era acho que meu coração não aguentaria mais emoções!! Quando senti seu corpo junto ao meu, a sua voz soar no meu ouvido... era real ele estava mesmo ali!! Lágrimas contornaram o meu rosto molhando a sua camisa, sentia um alívio tão grande tomando conta de meu peito.
Eu: Sabia que você viria! – falei entre as lágrimas sem descolar nossos corpos. Os lábios dele encontraram os meus, reconfortando-me.
Zayn: Eu prometi que não te deixaria nunca mais! – ele falou quebrando o beijo e deixando nascer um sorriso contra os meus lábios, sorri também roçando meu nariz no seu.
Eu: Não quebre essa promessa, nunca mais! – juntei nossas testas enquanto Zayn brincava com as pontas do meu cabelo que caía sobre as costas.
Zayn: O que vocÊ sentiu?
Eu: Medo... – baixei o olhar lembrando o momento em que vi o carro arder, ele apoiou minha cabeça sobre seu peito beijando meus cabelos – fiquei com o coração nas mãos, e minha mente completamente perdida... mas eu sabia que você ia aparecer, ia voltar e me provar que cumpriu sua promessa... sabia que ia aparecer e acalmar meu coração!
Zayn: Estou aqui agora... Desculpa. – afastei-me dele o olhando e deixando nascer um largo sorriso nos meus lábios – O que foi?? – ele perguntou receoso.
Eu: Estou feliz! – ele sorriu – Acabou tudo! O Rayn, a mulher... acabou! – ele entrelaçou nossos dedos – zazza e...
Zayn: Shiuuu – ele me silenciou colocando o seu dedo indicador sobre os meus lábios – ainda não acabou. Eu ainda não fiz de vocÊ a garota mais feliz do mundo. Ainda temos muito para viver. A partir de agora nada vai acontecer connosco, eu vou cuidar de você... Eu não quero viver na paz com você s/n, porque nosso amor é diferente e é isso que o torna tão bom e especial! É isso que me faz querer pisar o perigo, alimenta-me, mantem-me vivo! É essa nossa vida fora do normal que eu quero continuar a viver ao seu lado! – haviam lágrimas enchendo meu olhar que brilhava refletindo o seu rosto neles – calar sua boca com um beijo, acabar nossas brigas na cama, olhar você dormir na manhã seguinte e ter sua cabeça em meu peito... Deixar que nosso amor seja uma guerra!! Pela qual eu estou disposto a lutar!... você está??
Eu: Não acho que você possa ser um guerreiro Zayn! – brinquei com ele enquanto limpava os olhos.
Zayn: Não?! – ele sorriu safado puxando-me para si – acho que vou ter de provar então! – disse lambendo os lábios, senti meu corpo ser jogado para dentro de um compartimento e a porta se trancar, ele pressionou meu corpo na parede, os seus dedos deslizaram pela barra do meu vestido, senti-o deslizar para cima, as suas mãos fizeram mais pressão nas minhas coxas entrelaçando-as na sua cintura. Ele ia intensificando o beijo, agarrei os seus cabelos os puxando suavemente ....
Louis: HEY SEU PORCO!! Abre a porta está aqui todo mundo vos esperando!!
Zayn: VIADO!! Podiam vir mais tarde!! - ele resmungou, arrumei-me e ele abriu a porta ... Estavam lá todos, os meninos e as garotas, o Alex, a Ashley, o Justin e uma garota que não sabia quem era ...
Patrícia: Vocês não são normais!! - ela falou para mim e pro Zayn que rimos, senti-me corar e ele me puxou para si abraçando-me.
Zayn: É assim que nós queremos ser né! - ele sussurrou contra meus lábios beijando-os.

FIM


 

Heyy!! Embora tenha demorado espero que tenham gostado!

Conto com as vossas opiniões... já devem ter reparado que este foi o último capítulo! (claro que reparam ahah) Comentemm!! 

xxAndy

2 comentários: