terça-feira, 1 de outubro de 2013

Atividade Paranormal - 3ª Temporada - Capitulo 4 - Era ela?

Então, como eu vou explicar isso...

Nós pulamos um capitulo a frente, e sem este não iria fazer sentido... nós vamos postá-lo, mesmo agora, e com a ordem certa dessa vez... caso não percebam, aconselho a ler a partir do capitulo anterior (neste caso deverá ser o três), e o quatro, passará a ser o cinco, o cinco passará a ser o seis... e por aí em diante... perceberam? Qualquer duvida, perguntem nos comentários...

 

 

 

Louis: A PATRICIA?? CADE ELA??

Nocas: Gente eu não topo o Liam ...

Meu coração batia ainda mais acelerado agora, eu não podia perder a Patrícia, não agora!! 

Katlyn: Ela morreu meu amor ... – a voz suave e calma de minha mãe falou pra mim, suas palavras  me deixaram ...  balancei a cabeça e senti as lágrimas escorrerem meu rosto.

Eu: Não pode ... – falei baixo quase que saindo como um sussurro ... mas então onde eles poderiam estar??! Talvez eu fosse a tempo e eles ainda estivessem v-vivos!!  Pulei do colo de Zayn e saí o ginásio fora, algo me dizia que eles estavam bem perto, corri todo o lado, sentia já minha respiração faltar e meu corpo adormecer com o cansaço ... eu tinha que os encontrar ...

 

Liam P.O.V.

 

Quando íamos a fugir senti uma força me arrastar consigo, tentei gritar mas minha voz era inexistente, não me lembro de mais nada, apenas de acordar no jardim do colégio com a Patrícia junto a mim, nossos corpos estavam abandonados e encostados numa árvore, meus olhos se abriram por completo e ao me movimentar me apercebi das dores que sentia, meu corpo estava ferido ...  levantei a cabeça a muito custo ...

Mulher: Não abras os olhos meu amor ... – apenas vejo seu rosto colado ao meu e eu menos de segundos uma pontada forte atravessar meu peito. Sinto algo húmido correr sobre a minha mão, tornava-se difícil manter meus olhos abertos, meu corpo começava se apagando, tento levar minha mão á da Patrícia que ainda dormia, o sangue já preenchia minha camisola e descia até ás ervas, meu ar chegava á garganta e era como se o cortassem não conseguia subir mais, sinto-me a cair e apago...

 

 

Patricia P.O.V.

Minha mão estava húmida, tento perceber o que estava a acontecer, meus olhos iam se abrindo lentamente, o L ...liam ... tentei aproximar meu corpo  do dele, minhas pernas estavam doloridas. Olhei a mulher que me encarava com um sorriso ... balanço a cabeça negativamente e tento ir junto do Liam, mordo meu lábio inferior e tento me arrastar quando o consigo alcançar levo minha mão ao seu peito ... seu coração não batia mais ...

Eu: Não pode... – minha visão estava agora embaciada pelas lágrimas que se formavam em meus olhos – Lia ...amm ... SUA VADIA, FILHA DA PUTA, você é u-um monstro sua velha!! – ela apenas nos olhava e continuava sorrindo, mais uma lágrima caiu ...

Eu: Liam, Liam ... por favor ... abra os olhos ... eu acredito ... – ele não tinha reação ás minhas palavras. – SUA CABRA, PORQUÊ ELE AH?? – eu gritava apesar de minha voz falhar, tentava engolir os soluços que por vezes escapavam da minha boca. – Me desculpa Liam ... – sussurrei no seu ouvido, eu não podia continuar ali, tinha que fugir ou acabava morta t-também.

Mulher: Chega de melação ... – ela vem junto de mim e agarra meu corpo o jogando pro outro lado, ao cair tento me levantar rapidamente e começo correndo, ela era muito mais rápida do que eu, logo sinto sua mão agarrar meu tornozelo e arrastar meu corpo pra trás, sentia uma ardência enorme na minha barriga, ela me solta contra o muro fazendo minha cabeça embater nela, sinto-me a perder os sentidos mas algo me mantinha viva ... – Forte a garota hein??! – sentia minha cabeça  a latejar e meu corpo a doer, me levanto, em segundos sua mão estava agarrando meu pescoço e o apertando, suas unhas cravavam minha pele, podia quase sentir elas a perfurarem, vómitos saiam da minha boca, tentava falar, gritar mas minha voz simplesmente não saia, sentia já meus olhos revirarem em branco, quando estava prestes a pagar ela me deixa cair no chão, levo minha mão á garganta a massajando e tentava recuperar o ar.

Eu: Me deixa ... ir ... – eu suplicava que ela me deixasse partir, eu já estava demasiado fraca pra conseguir lutar, sentia-me mesmo cair aos poucos.

S/n: O que ela fez com você?? – sinto ela colocar sua mão sobre minhas costas e me encarar com os olhos cheios de lágrimas  - NÃO ACHA QUE CHEGA?? – ela se revoltou com a mulher que apenas permanecia nos olhando, seu olhar caiu no corpo do Liam e senti seus braços perderem a força. – O l..liam ...

Mulher: Morreu!! – disse deixando mostrar sua felicidade em ter morto ele, s/n se levanta indo até ela e ficando a centímetros de distância dela, elas apenas se olhavam mas nenhuma tomava uma atitude, tinha receio do que podesse acontecer ... s/n estava de costas pra mim, vi suas mãos atrás das suas costas tirarem uma faca de trás do seu top, pouco a pouco ela ia levando a mão pra frente e em pouco tempo ela apontou esta ao peito da mulher, a ponta ficou junto do seu peito mas não o chegou a tocar pois a mulher desapareceu, sinto algo invandir meu corpo ... essa já não era mais eu, ela estava dentro de mim!!

 

 

 

S/N P.O.V.

Me volto pra trás, a Patrícia me olha muito estranho, ela segurava a faca que minutos atrás estava na minha mão, a leva a seu pescoço e começa passando ela por lá, vejo seu sangue correr, ela se aproxima de mim me jogando no chão e salta em cima de mim, sinto a faca arranhar minha pele.

Eu: Patrícia para eu sou sua amiga lembra??!

Patrícia: Você tá com medo?? – ela sussurrou no meu ouvido, engulo seco... eu tinha a certeza que essa não era ela ... sua pele branca e macia começava desaparecendo, seus lábios carnudos estavam agora cheios de sangue, os borrões pretos contornavam os seus olhos.

Sua força era incrível, ela pega meu corpo o jogando no lago, venho á tona da água mas sinto suas mãos em cima de minha cabeça fazendo força pra que eu entrasse na água, tento subir novamente pra ganhar ar mas era impossível, estava completamente desesperada, levei minha mão ao seu braço e o mordi fazendo ela me largar. – AHHHHHHHHHHH

 

 

Tentei correr mas a água impedia que fosse rápida, consegui sair do lago, minhas roupas estavam todas ensopadas e faziam peso no meu corpo, minha respiração muito acelerada e minhas batidas cardíacas fortes chegavam mesmo a magoar-me ... sinto meus cabelos serem arrastados mais uma vez, tentava me soltar dela de qualquer jeito mas era impossível, mais uma vez meu corpo é atirado, minhas costas embatem no chão a grande velocidade me fazendo gemer, minha mão toca a faca que estava no chão sem que ela repare ... era  minha melhor amiga, ainda lembro quando a gente se conheceu, tudo o que passamos juntos, minha cabeça estava a mil, meu corpo tremia ... eu sabia que estava lutando com a mulher, mas era a Patrícia que estava sofrendo ... Não conseguia ... deixo a faca cair da minha mão e a olho, ela apenas sorri, pega a faca a encosta a meu peito, fecho os olhos ...

 

Continua...

-----------------------------------------Andy------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário