sábado, 21 de setembro de 2013

Magic - 3ª Temporada - Capitulo 2 - Superei suas expectativas?

 CAPITULO HOT!! Quem não gosta, não aconselho a ler!! Comentem!!



 

Eu: VOCÊ NÃO TINHA DE FAZER NADA!! PORQUE ISSO? ESSE NOJENTO?

Nick: EU FIZ ISSO POR VOCÊ!! VOCÊ NÃO PERCEBE?

Eu: FEZ ISSO POR MIM?? O QUE? EU AGORA PRECISO DO JOE PRA CAGAR É?

Nick: NÃO! PORQUE EU TE AMO, E NADA TE PODERIA ACONTECER SUA PARVA!! – sinto ele se aproximar, me amarrar a cintura e nos empurrar contra a porta, minhas costas embatem na porta, sinto uma dor ligeira percorrer meu corpo com o embate. Ignoro. Seus lábios rapidamente pressionados nos meus, um beijo rápido, desesperado. Deixo-me levar. Nossas línguas se chocavam, seus dedos percorriam meu corpo, minha perna ligeiramente elevada contra a porta, nossos corpos pressionados um no outro. Por baixo de sua calça uma leve elevação se notava. Se entrei em pânico? Como assim ele estava excitado com apenas um beijo? Eu sou inocente tá??  Parei o beijo.

Eu: Que é que é nick? Porque isso agora? Porque tá tão excitado? – perguntei ofegante, tentando recuperar o ritmo.

Nick: Ahhh andy, nem sabe a quanto tempo eu espero por isso princesa!! – ele dizia ofegante, sua mão novamente pressionada em minha cintura, quase pronto para iniciar outro beijo escaldante. Eu estava um pouco assustada, eu nunca tinha feito isso antes, e tinha medo que ele pudesse me achar uma menina “inocente” e tonta…

Eu: N-nick… eu… eu nunca fiz isso antes!

Nick: Eu sei princesa… e eu quero ser o primeiro… apenas deixa-te levar…

Eu: Eu tenho medo! Medo de… eu tenho medo de não atingir suas expectativas… - falei envergonhada… ele solta uma gargalhada abafada.

Nick: eu tenho a certeza que irá atingir e até mesmo ultrapassá-las… - impressionei com suas expectativas, um fogo dentro de mim lentamente se formava, agora meu corpo esquentava cada vez mais, ele afasta meu cabelo pro lado e seus lábios encontraram os meus, outro beijo se formou, seus olhos brilhantes já não me olhavam mais, agora fechados, sua mão grande em minha cintura, outra em minha perna a apertando fortemente e me segurando contra a porta, meus dedos deslizaram por sua camiseta enquanto eu a retirava, beijos escaldantes eram deixados em meu pescoço, seguidos de mordidas, ele gargalhava ligeiramente, pensei em brincar um pouquinho… apertei seu membro com força e ele geme contra meu ouvido. Sorri e mordi meus lábios.

Eu: Apesar de tudo… ninguém brinca comigo sem levar troco! – ele sorri mordendo seus lábios, ele me levanta no seu colo e me joga na cama com força. Ele caminha na cama até me alcançar e segura em minha nuca, me aproximando de si, nossos rostos próximos, sua respiração confundida com a minha me deixando mais nervosa e quente, e então começa seus beijos viciantes, enquanto se livrava de minha camisola. Minhas mãos deslizavam por dentro de suas calças enquanto as retirava com pressa. Eu não queria nem me preocupar com nada, queria esvaziar a mente, e apenas me libertar, e fazer o que eu queria. Sua língua descendo por minha barriga, chegando em barra de meus calções, os prendendo entre os dentes e puxando pra baixo. Fiquei insegura, sim, mas mais irrequieta, ele solta meus calções no chão e volta suas atenções em mim, mais precisamente em meus seios cobertos pelo fino tecido de renda azul turquesa, sorri mordendo os lábios e vai subindo até mim, seus lábios molhados encontraram minha bochecha, descendo por meu pescoço, chegando em meu peito, mordendo lá e passando a língua levemente. Um arrepio percorre meu corpo. Vejo ele sorri e molhar seus lábios com a língua e se levantar…

Eu: O-onde você vai? – ele sorri de canto e vai até à porta, roda a chave e vem até mim, se posicionando em cima.

Nick: Acho que assim será mais seguro… - ele sussurra contra meu ouvido e morde meu lóbulo, paralisei pensando no que iria acontecer dali pra frente. Até que meu sutiã é arrancado e jogado no chão com toda a brutalidade, me retirando de meus pensamentos infinitos…

Eu: filho da … AHHHHH – gemi quando senti sua boca em meu seio, segurei forte nos lençóis, ele iria deixar marcas de certeza! Fecho os olhos suspirando e tentando conter os gemidos que ele tanto apreciava. Seus dedos fincados em minhas coxas, enquanto eu deixava minhas mãos irrequietas descansarem no colchão, meu coração bateu mais acelerado quando senti minha calcinha sendo abaixada e jogada pro lado, ele me olha, seus olhos refletiam desejo, algo que eu nunca pensei ver de nick tao cedo assim… nem tao cedo nem tao tarde… eu não pensei e acabou!! Meus olhos se esbugalharam quando vi seu membro literalmente pular pra fora, já ereto. Foi então que me apercebi do poder que eu posso ter sobre ele, bastava apenas saber usá-lo… as batidas de meu coração mais rápidas, meu corpo mais quente, suado, então ele me olha e se posiciona bem em cima de minha intimidade, gemi baixo.

Nick: tão gostosa… - ele cola nossas testas – espero que aguente… – ele sorria malicioso, e logo de seguida, ele me penetrou, seu membro todo em mim, um grito arrancado fora de minha garganta. Então ele começa lento, mas bruto, bem fundo.

Eu: Ahh… ni..NIIICKKK… - gemo contra seus lábios – mais…

Nick: desculpa… tem de falar mais alto pra eu ouvir princesa… - sorri, mas meio que irritada, até agora ele me chama de princesa… reviro os olhos, eu não queria dar parte de fraca. Então arranho suas costas com força, ele geme abafado e sorri de seguida, então sinto ele aumentar a velocidade e a força de seus movimentos. Chegou em um ponto em que nenhum de nós mais conseguia aguentar, os gemidos ecoavam pelo quarto, seus ligeiramente roucos, meus mais finos. Sinto meu corpo se contrair um pouco, ele percebe que eu iria chegar lá e se afasta de mim, retirando seu membro totalmente. Guincho de desprezo e imploro pra que ele continue, ele apenas sorria malicioso e mordia os lábios, não cedendo pra mim. Em um movimento rápido e desesperado aperto seu membro com força, ele grita, aperto com um pouco mais de força, vejo ele fechar os olhos e movendo seu corpo. Paro. – Não tem como recusar agora… - ele abre minhas pernas, sinto minha intimidade se contrair novamente, então logo sinto ele me penetrar brutamente, me arrancando um grito rouco, um líquido quente escorre por minhas pernas. Ambos gozamos ao mesmo tempo. Jogamos nossos corpos suados no colchão, esperando nossas respirações voltar ao normal. Meu coração palpitava rápido, minha respiração descontrolada, um lençol fino permanecia agora sobre nossos corpos. Encolho-me na cama, encosto-me em uma ponta. Sinto seus dedos em minha cintura me puxarem até ele, minhas costas batendo em seu peito. Podia sentir sua respiração, ele sorria um pouquinho.

Nick: Vem cá gostosa… - inalei seu perfume, ainda persistente nos lençois, virei-me pra ele, seus lábios rosados de os morder, seu cabelo desarrumado, seu corpo suado…

Eu: acha que alguém ouviu alguma coisa? – perguntei baixo, brincando com seus dedos. Ele solta um sorriso safado…

Nick: eu espero que sim…
Eu: superei suas expectativas? – perguntei brincalhona.

Nick: nem sabe o quanto!! – ele morde os lábios.

 

Continua...

-----------------------------------------Patrícia----------

Nenhum comentário:

Postar um comentário