sábado, 3 de agosto de 2013

Atividade Paranormal - 2ª Temporada - Capitulo 13 - Mais


Mas que porra?! EU NÃO POSSO, EU NÃO QUERO FAZER ISSO! Eu não vou… eu repetia isto pra mim, mas algo me dizia que cometer erros nem sempre é mau, cometer erros… toda a gente os comete, só não sabe é lidar com eles… e, e se eu não conseguir me largar disso… e, e se eu ficar viciada?! Eu.não.quero.isso pra mim… mas a morte da minha mãe, aquela puta velha, o justin, o zayn… é demais pra mim, eu não consigo suportar tudo isso. Não consigo carregar esse peso…

Eu: Eu aceito! – falei firmemente. O rapaz mais alto, o alex, retirou um pacotinho do seu bolso e esticou sua mão até mim. Eu estava com receio, mas… algo muito forte me impedia de pensar. Peguei a saqueta de sua mão…

Alex: Então você faz assim (…) – ele me explicava todos os pormenores, assim que acabou, fiz tudo o que me disse. Primeiro meu nariz irritou um pouco, mas segundos depois uma sensação maravilhosa tomava conta de meu corpo. Inclino minha cabeça para trás para saborear melhor… Como se eu pudesse mandar nessa merda toda! Como se nada me pudesse impedir… eles observavam meus movimentos. Assim como eu, todos repetiram o mesmo passo. Estavam de olhos fechados, pudendo aproveitar melhor a sensação… nunca pensei que isso fosse tão bom… a sensação ia sumindo aos poucos… comecei a sentir-me péssima novamente…

Eu: Eu quero mais!

Alex: Calma garota, tem de ser um pouco de cada vez… quer ficar com o vício?! – não, eu realmente não queria isso, mas já experimentei uma vez, já nada pode voltar atrás.

Eu: Eu.quero.mais! – disse pausadamente e rude. Ele me olha e assente, pega duas cápsulas de seu bolso e me avisa.

Alex: Por hoje isso chega pra você! Vai tomar uma agora! UMA apenas – avisou – a próxima que tomar não vai ser aqui, vai guardá-la para quando precisar mais! Amanhã se precisar de mais, vem ter connosco ao mesmo local, à mesma hora, ENTENDEU!?

Eu: DÁ-ME ESSA PORRA IDIOTA! – ele apressa o passo e chega bem perto de mim, seus músculos estavam tensos assim como seu maxilar. Nossas respirações se cruzam, ele me olha de um jeito estranho, me empurra até a parede fazendo minhas costas baterem com força e me magoando com o impacto. Encosta seu corpo contra o meu, me impedindo de qualquer movimento.

Alex: Ouve aqui garota! Se quer alguma coisa vai ter que ter respeitinho! – agora eu posso ter a certeza… estou diante de um ser humano bipolar!

Eu: Apenas me dá isso, por favor! – digo com meu rosto próximo do seu, sinto sua respiração quente contra a minha, ele bufa e se afasta – será que posso?! Ele me estende a mão, pego nas duas e guardo uma no meu bolso e repito o passo de anterior, respiro bem fundo e inspiro tudo de uma vez. Desta vez uma sensação mais forte me invade, solto um suspiro longo, seguido de um sorriso.

 

Patricia P.O.V

S/n está estranha! Zayn veio falar comigo pra me perguntar alguma coisa, mas nem eu nem ele sabíamos de nada. Quando tocou ele foi até ao quarto dela. Quando voltou a tocar ele avisou o professor que ela não apareceria! Mas que merda se passa aqui?!

Eu: Que se passa zayn?! Mas que porra é que ela tem agora?!

Zayn: Ela estava estranha, tentou disfarçar um pouco mas nem deu certo, me pediu pra fazer isso e eu estou fazendo! – ele dizia nervoso. Eu brincava com meus dedos na tentativa de perceber o que se tinha passado. As aulas decorreram normalmente. No final, quando devia estar a dormir, apenas pensava em que situação ela poderia estar! Esses pensamentos não saiam de minha cabeça, ela não está acostumada a passar por tudo isso ao mesmo tempo, e ultimamente tem passado tudo por ela como uma flecha! Decidi dar uma volta, Louis dormia, deu um beijo na testa dele e sai sem fazer barulho. Quando estava lá fora vi uma rapariga de estatura física muito parecida com a de s/n. Decidi segui-la. Depois de vários passos, ela deu um giro de 360º olhando em volta. Era s/n! Eu tinha a certeza! Mas o que ela faz na rua a uma hora dessas?! Quando estava já muito próxima dela, ela se encontra com uns garotos! O que eu faço agora?! Me escondi em um beco lá, fiquei observando tudo, bem de perto, perto suficiente para poder reconhecer uma coisa… DROGA! É isso… aquilo invadiu minhas narinas, embora eu soubesse que era errado voltar a fazê-lo! E, porque ela estaria fazendo aquilo?! Inclino minha cabeça para trás… lembro-me dos momentos em que não sobrevivia sem essa porra dessa merda! Ela inspirou tudo de uma vez! Uma sensação atravessou meu corpo… a brisa do vento me arrepiava, sentia minha cabeça ardendo, quase pegando fogo! Ver eles ali, se drogando, era uma imagem que se formava repetidamente em minha cabeça! Eu senti novamente o que menos queria… o vício! Estava a apoderar-se de mim! Lembro-me da sensação boa que sentia… eu, eu preciso disso! Apressei o passo até eles, eles me viram e se admiraram… sim, eram eles! Os que me davam a droga a uns tempos… foram eles que me tornaram no monstro que eu era. Eu era fria com as pessoas…

Alex: Ora , ora, quem apareceu por aqui depois de tanto tempo hein?!

Eu: Cala a boca… você sabe muito bem o que eu quero! – disse rude, ele abaixou a cabeça sorrindo e me estendeu uma cápsula. Ele não era capaz de levantar a voz comigo… ele já me conhecia, sabia perfeitamente como eu era. – Que merda é essa?! Pensa que eu sou uma criança?! Me dá a mais forte alex! – ele sorri, ele percebeu que havia sido apanhado, ele me queria dar da mais fraca, mas eu sempre lhe pedi mais. Peguei ela… a sensação havia voltado, eu me sentia bem outra vez, mas um pouco louca, era um sentimento estranho visto que te colocava bem, e segundos depois já desaparecia... isso me irritava, e foi por isso que me viciei. – Agora garota, me explica o que está aqui a fazer?!

Continua...

-------------------------------Patrícia----------------------

Oii garotas! Então... eu hoje nem tinha nada pronto, tive de fazer a pressa... é só que encontrei uma das melhores fics da minha vida... nunca vi ninguém escrever tão bem... estava muito perfect!! Entao, mas vamos nos deixar de coisas...

PELO AMOR DE DEUS, COMENTEM!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário