sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Atividade Paranormal - 2ª Temporada - Capitulo 12 - Devo?

 

Eu: MAS QUE PORRA É QUE EU FIZ?! AHHHHHH DROGA, DROGA, DROGA! - Chutei os objetos que se encontravam no chão, arrebolando-os pra um lado qualquer. Inspirei, tentando acalmar minha respiração acelerada. Porque tudo cai em cima de mim?! Primeiro foi a porra daquele pesadelo, agora vem, e o meu maior pesadelo chega… minha mãe… MORREU! E agora… e… como isso aconteceu?! Minha cabeça latejava devido ao choro, ninguém… ninguém poderá alguma vez tirar-me essa raiva que eu sinto agora… eu devo ter feito muito mal a alguém em outro mundo qualquer… não encontro outra razão pra isso me estar a acontecer, agora… depois de tudo… minhas pernas estavam bambas, deixei cair meu corpo. Eu tremia… estava nervosa, se alguém batesse em minha porta agora era capaz de levar um soco… as lágrimas, misturavam-se com a raiva que eu sentia, a dor… Depois de passada meia hora ouço o sinal bater. A aula havia acabado…

Alguém bate a porta… me seguro em alguns objetos me tentando levantar. Olho pelo buraquinho da porta e vejo zayn. Droga! Ele não pode ver-me desse jeito, ele vai ficar preocupado… não quero isso… devo contar pra ele?! Ele poderá me ajudar?! Alguém poderá me ajudar?!

Zayn: s/n, está aí?! Abre a porta! O que se passa?! – abro a porta e dou alguns passos para trás e me coloco de costas pra porta.  –O que se passa s/n?! – diz fazendo carinho em meu rosto – Pode me falar… - sussurra. Uma lágrima escorre, cerrei os olhos, relembrando tudo. – Ohh que foi pequena?! – me puxa pra um abraço, me encolho contra seu peito, fecho os olhos com força para que as lágrimas não caíssem

Eu: zayn… - disse fraco – se eu mudar, se eu me tornasse uma pessoa diferente… se algo mau acontecesse… você sempre estaria comigo… me amaria pra sempre.?! – pergunto olhando seu olhos

Zayn: Que pergunta é essa?! É claro que eu ficaria… eu te amo, mais que tudo entendeu?!

Eu: você não está a perceber… deixa pra lá! – me afastei dele – faz um favor pra mim?!

Zayn: Sim, eu faço…

Eu: eu hoje não vou nas aulas, fala pro professor Richard isso?!

Zayn: tá bom… está tudo bem?!

Eu: Está sim… só to com um pouquinho dor de cabeça, mas já fica tudo bem… Beijooss adeus!!

Zayn: Ata, está se livrando de mim?!

Eu: não to nada seu parvo – deu um selinho nele e empurrei-o até à porta – amo-te!

Zayn: também te amo! – fez carinho em mim, me selou também e saiu.

Eu me sinto estranha, estou a enganá-lo e eu não quero isso… mas não tem outra maneira, de outro jeito vou acabar por magoá-lo com as minhas porcarias… O dia hoje passou-se assim… deitei-me em minha cama, pensando em tudo, desde a primeira vez que vimos aquela bruxa, até hoje, à morte de minha mãe… são agora 22h da noite, zayn já está dormindo, ele tem tentando me ajudar, mas por muito que tente, nunca vai me compreender…

Vesti uma roupa mais quente e saí. Coloquei uma touca e deixei meus cabelos soltos.

Caminhei até bem longe, pelas ruas escuras, estava muito frio mesmo, o barulho das corujas me dava arrepios, as folhas esvoaçavam e acabavam caindo no chão, me assustei um pouco. Depois de algum tempo encontrei um grupo de garotos, e uma rapariga estava lá também. Ignorei, andando sempre pelo mesmo caminho.

XXX: Oi pra você também!

Eu: aahmm oi! – parei, eles vieram até ao pé de mim.

XXX: Qual seu nome?!

Eu: S/n! E o de vocês é…

XXX: Meu nome é Alex… esses são george e michael! A garota é Emma!

Eu: Oi a todos! – eles sorriram. Pareciam pessoas frias, mas, contudo, comunicáveis.

Alex: então… o que uma menina como você faz aqui a uma hora dessas?! Não devia estar em casa?!

Eu: Não! Eu, preferi sair!

Michael: Calma, essa garota é diferente! – afirma e volta seu olhar pra mim – então, porque está aqui?! Eu sei que algo se passou pra não ficar com o namorado!

Eu: eu… erm… você me conhece?! – sorriu de canto

Michael: já te vi passar por aqui antes garota… nada de mais, não tem razão de preocupação!

Eu: ata!

Michael: Então… me diz… o que se passou?!

Eu: erm… eu – devo contar?! Afinal, eles não me conhecem, não tem maneira de me cruzar com eles de novo por isso… - bem, ermm… minha vida mudou um pouco… minha mãe morreu, hoje mesmo… e, tem várias coisas assustadoras acontecendo… - eu não ia me explicar né?! Nem iam acreditar… - e bem, nada de mais… por enquanto…

Alex: todos nós já passamos por isso… é essa razão pela qual nos encontramos todas as noites, e é essa a razão pela qual nós nos tornamos assim e fazemos o que fazemos…

Eu: o que vocês fazem?!
Alex: consumimos… material diferente do seu!

Eu: vocês se… drogam?!

Alex: é o que se diz por aí… - sorri

Eu: ahhh...

Alex: pode se juntar a nós… pode sempre experimentar… quer um pouco…

Eu: eu… não…

Alex: dessa pode… nós damos uma mais fraca…

Eu: eu não sei…

Emma: ei garota… eu sei que você quer! É só um pouco – balancei a cabeça negativamente…

Continua...

-------------------------------------Patrícia-----------------

Então... por onde eu devo começar...

Eu queria apenas deixar avisado que, eu não tenho postado outras fanfics porque nós queríamos acabar primeiro a porra da primeira temporada da Irresisitble! E já está! Então, agora tudo vai voltar ao normal...

BjBjBjBjBjBjBjBj Comentem!! 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário