segunda-feira, 22 de julho de 2013

Atividade Paranormal - 2ª Temporada - Capitulo 8 - Coragem

 

S/n: Me desculpa! Culpa foi sua que me jogou em cima de você seu parvo! - ele ficou em silêncio me olhando. Nossos olhares se cruzaram e as mãos dele tocaram minha perna de leve me fazendo arrepiar. Ele se aproximou de mim e colocou sua mão agora na minha cintura e a abraçou. Sua testa encostou contra a minha fazendo seu peito se juntar ao meu e eu sentir sua respiração. Suas mãos entrelaçaram minhas pernas na sua cintura e eu levei minhas mãos aos seus cabelos grossos enquanto ele sorria. Mordi meu lábio inferior o olhando diretamente e ele descolou nossas testas e beijou meu pescoço. Mordi sua orelha e ele voltou a me olhar e me beijou. Senti minha blusa subir de minha barriga e ser jogada na cama. Ele se começou a deitar pra trás me levando consigo mas quando seu tronco pousou na cama completamente ele soltou um gemido de dor que tentou abafar mordendo meu lábio inferior durante o beijo, passei minha mão pelo seu peito já descoberto e ele deu um chupão em mim me fazendo pressionar mais meu corpo no seu e ele soltar outro gemido. - Zayn é melhor a gente parar você tá machucado!

Zayn: Minha princesa! - ele sorriu e pegou minha nuca a apoiando no seu braço enquanto eu me deitava do seu lado. – Desculpa, mas eu não consigo mesmo ... - disse tímido.

S/n: Não tem mal ... - disse calmo e levantei minha cabeça pra encara-lo. - Te amo sabia? - ele me selou e me voltei deitando do seu lado acariciando seu braço que segurava meu corpo pra junto do seu. No final de um tempo acabei pegando no sono ... Esse garoto realmente é PERFEITO! Acordei no outro dia envolvida entre os braços de Zayn, sentindo seu perfume, me levantei calmamente pra ele não acordar ... MISSÃO FALHADA ... ele começou abrindo seus olhos ainda meio fechados e sua mão acariciou minha perna que tava ainda em cima da cama.

Zayn: Tá na hora?? - perguntou sonolento.

S/n: É Zayn, temos aula daqui a uma hora!

Zayn: Vai ir no banho?

S/n: Vou sim acha o quê?! Que sua namorada é uma porca fedorenta hein Malik?! - perguntei zoando.

Zayn: Posso ir junto?...

S/n: Zayn ...

Zayn: Só tomar banho eu prometo que não vou fazer nada! - sorri e fomos no banheiro no final arrumei meu uniforme e fui indo pra aula com o Zayn. Quando chegámos à porta da sala ainda não tava na hora.

Harry: Bom dia galera! Que aconteceu com você Zayn?!

Zayn: Nada! Hey s/n, você quer que eu vá pegar alguma coisa pra você comer princesa? - vi o Justin chegar, meu olhar se cruzou com o seu e eu nem ouvi Zayn me falar. - HEY, LINDA???!!!

S/n: Fodasse Zayn! - disse tapando meu ouvido - Tava distraída, o que quer?

Zayn: Quer que eu pego algo pra você comer?

S/n: Não é preciso Zazza! - o selei.


 

 

Justin P.O.V.

 

Fodasse o que eu foi fazer ... Perder uma miúda daquelas!! Eu tava afim de falar com ela, mas eu pensao que ela nem me quer ouvir um pouquinho! Hoje cheguei na aula de Convívio e vi ... WTF?! O que é que aquele filho da puta do Zayn tava a fazer com ela? As mãos dele desceram até as ancas dela e a aproximou de si, de seguida me olhou e depressa a beijou. Fiquei com meu coração a acelerar de raiva desse moleque, eu queria muito ir-lhe ao focinho mas isso só iria piorar as coisas entre mim e a s/n. Me contive e cerrei os olhos pra não ver aquela cena. O professor abriu a porta e eu depressa entrei na sala.

A única coisa que eu queria era ir separá-los naquele momento e pegar a s/n levando ela comigo pra um sítio bem longe desse aí! Naquela hora minhas veias se elevavam até na pele, meu corpo tava quente quase como se fosse explodir ali. Durante toda a aula eles trocavam caricias um com o outro fazendo minha raiva aumentar ... Ela odiava esse cara porque tá agora com ele caralho? Acabando a aula reparei que ela saiu e não foi junto com o Zayn então tomei coragem e fui junto dela.

Eu: S/n ... - disse agarrando seu braço a fazendo se voltar pra mim. - Porque tá fazendo isso?

S/n: Desculpa mas não estou entendendo Jus! - ela me chamou de Jus ...

Eu: Você e o Zayn poxa!

S/n: Justin, eu não vou dar explicações pra você sobre minha vida! E afinal porque se tá preocupando, você me provou que eu não significo nada pra você ... Eu te amava e você preferiu me ver a morta a poder me ajudar! Você não sabe o que eu sinto quando olho na sua cara ... E não pense que é nojo ou outra besteira! Eu posso estar a ser muito ingênua mas eu sinto que você ainda é muito especial pra mim mas meu coração não consegue esquecer todas as coisas ... - sua voz saía fraca, ela me parecia mesmo magoada, seus olhos marejavam e eu a cheguei com meus braços a abraçando em meu peito. Senti suas lágrimas caírem e meu deu um aperto no coração ver ela assim! A gente tava num canto do colégio onde era jardim e tinha muitas árvores, afastei nossos corpos e a encostei num tronco, não dando passagem pra ela sair dali, a encarei e logo de seguida colei nossos lábios. Passei minha língua pelos seus lábios e logo abri seus lábios sentindo novamente seu beijo calmo. Comecei sentido umas pontadas fortes na cabeça e me joguei no chão de joelhos agarrando meus cabelos e pressionando minhas palmas da mão nela. A dor era cada vez mais forte e difícil de suportar.

S/n: Justin?! - ela se ajoelhou junto de mim me dando sua mão.

Eu: AHHHHH ... - soltei um grito, as picadas eram cada vez mais intensas! Senti meu coração palpitar mais lentamente e ficando fraco.

S/n: Jus fala comigo por favor! - ela implorou já deixando suas lágrimas cairem. - Eu preciso muito de você Jus ... Não.me.deixa. - sua voz era triste.

Eu: S/n ... - disse levantando seu rosto com meu dedo indicador e a encarando. - Eu amo você! - ela me olhou abrindo um pequeno sorriso e secando as lágrimas que insistiam eu cair pelo seu rosto. Meu coração começou a bater muito fraco, senti minhas forças se esgotarem, meus olhos se começaram a fechar, eu não a queria abandonar, podia sentir sua tristeza em me ver assim mas nem mesmo eu percebo que se tá passando ... Mas um dia todos vamos ter um fim e talvez o meu tenha que ser agora! Eu me lembro agora do bilhete no meu piano hoje de manhã ... Era isso o bilhete me avisou disso mas quem terá posto lá ele? Sua mão acariciava a minha e eu me senti um filho da puta por ter feito o que fiz! Eu ia deixar ela morrer e agora ela tá chorando por me ver cair sem rancor... Suas lágrimas eram verdadeiras e seus sentimentos eram reais, tudo nela é tão especial pra mim, nunca antes eu tinha sentido isso por uma garota, ela era mais que um simples beijo, ela era a luz dos meus dias e eu a perdi! Minha voz deixou de sair comecei a fraquejar ...

Continua...

-----------------------------------Andy----------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário