domingo, 9 de junho de 2013

Irresistible - Capitulo 6 - Confusa

 

 

S/n P.O.V

Zayn é tudo o que eu menos pensei que ia ser. Ele é um amigo em que eu posso confiar… e agora ele me deu a prova disso. Fomos pra minha casa.

Zayn: E pronto, chegamos!

S/n: Vá vem…. – mandei ele entrar – Entra!!!

Zayn: Já vou, já vou! – fomos em direção à sala.

S/n: Pode pousar aí suas coisas – disse pra ele deixá-las em cima do sofá que lá tinha – Eu só vou buscar os curativos…

Zayn: Tá…

Ainda tremia um pouco ao subir as escadas… não é algo fácil de esquecer! Mas Zayn se machucou pra me ajudar e eu devo-lhe isso. Afinal de contas, a culpada fui eu! Nunca devia ter dito aquelas coisas pra ele, não devia ter ido por aquela maldita rua… PUTAQUEPARIU!!!! Fodasse… porque é que eu nunca dou ouvidos às outras pessoas? Sou mesmo uma idiota! Peguei os curativos e me olhei no espelho… todos aqueles momentos passavam por minha mente… quando conheci eles, Harry, o beijo de zayn, quando discuti com zayn, quando encontrei aqueles rapazes… várias lágrimas escorriam por meu rosto, como em um dia pode acontecer tanta coisa?

 

De repente ouço alguém bater à porta. Era Zayn…

Zayn: Hey, o que se passa?! Tá tudo bem?

S/n: Eu j…já vou, espera! – porra, ele reparou, eu solucei né caramba?!

Zayn: Hey, fala pra mim, o que se passa? – Abri a porta, ele veio até mim, em passo rápido – O que foi pequena? – encostou minha cabeça sobre seu peito, ele é muito carinhoso comigo.

S/n: E…eu não s…sei!! Tá muita coisa acontecendo… t…to confusa!!

Zayn: Vá, você tem que descançar… hoje foi um dia complicado.

S/n: Z…zayn… - eu já tava me esforçando pra falar

Zayn: Diz pequena…

S/n: Pode vir comigo… pro quarto, mas não é nada de mais é só que não quero ficar sozinha!!

Zayn: C…c…claro!

Fomos até ao meu quarto e deitei-me na cama… Zayn deitou-se ao meu lado, ficando de conchinha comigo.

S/n: Sabes… eu nunca pensei que fosses assim…

Zayn: Assim como?!

S/n: Assim… - ainda procurava a palavra certa – carinhoso! 

Zayn: Ah – um sorriso nasceu em seu rosto

S/n: A teu lado sinto como… como se nada me pudesse afetar percebes?! Sinto-me… protegida!

Zayn: Ainda bem… vais ser sempre a minha princesa, prometo nunca te fazer passar pelo mesmo outra vez!

S/n: A culpa não foi tua! Fui eu… eu fui que decidi ir por aquele caminho… sou demasiado teimosa pra ouvir o que me dizem… - o sorriso que se havia formado em minha cara desaparece…

Zayn: Não penses mais nisso… Relaxa – deu um beijo em minha testa e começa a cantar moments, calmamente ao meu ouvido. Só isso mesmo pra me relaxar num momento destes. Acabei por adormecer… Acordei com um perfume doce, muito bom mesmo, tentei enxergar algo, mas tinha a visão embaçada… a muito custo levantei-me e fui ver-me no espelho. NOSSA!! As pálpebras de meus olhos quase chegavam ao queixo, meu rosto estava pálido… parecia que não dormia há uma semana. Voltei meu olhar pra cama e vi Zayn, ainda dormindo, sua respiração estava calma, seu rosto era tão perfeito… não quis acordá-lo então dei um beijo na sua testa e fui até à cozinha…

Um rapaz alto, de cabelos cacheados encontrava-se de costas, punha gelo na cabeça enquanto  com a outra mão escondia algo…

S/n: Harry?!

Harry: Oi – disse rude…

S/n: Porque você sempre é assim?! Tão… simpático?! – disse com a voz o mais hilária possível

Harry: Porque você passa o tempo todo me irritando?! Que chata…

S/n: Ei… NÃO VOLTA  A FALAR PRA MIM ASSIM OUVIU?!

Harry: FOI VOCÊ QUEM COMEÇOU!!

S/n: CALA A BOCA SEU IDIOTA!!

Harry: DESAPARECE DA MINHA FRENTE…

S/n: ESSA CASA É MINHA, NÃO TEM PORQUE EU SAIR… - sério!? Como ele entrou aqui dentro… na minha casa?!

Harry: NÃO VÊ QUE EU ME MAGOOEI?! É difícil entender? - quando quer sabe baixar o tom de voz… interesseiro!

S/n: O que é que você quer?

Harry: Só vim pegar um pedaço de gelo. Será que posso?

S/n: Você é muito engraçado… sério agora me diz, o que é que você tem nas mãos?

Harry: Gelo?!

S/n: Então porque pede se já pegou?!

Harry: Você é muito chata…

S/n: Como isso aconteceu? - curiosa eu? nem sou

Harry: Isso o quê?

S/n: Isso… essa ferida na sua nuca!
Harry: Ah, isso foi ontem… foi alguém que me deu com uma coisa dura… sei lá, acho que era um ferro!

S/n: UM FERRO?!

Harry: Sim, um ferro, o que se passa, você tá estranha… bem, você nunca foi normal!!

S/n: Um ferro… - sussurrei. Não, é impossível, recuso-me a aceitar isso!! Ele não levaria isso tão longe – Isso foi quando? De noite?

Harry: Sim, mas já tá a ficar melhor… - não pode ter sido ele… ele não faria isso comigo, ele não é tão cobarde assim. Pelo menos eu achava… tentei descobrir algo mais

S/n: Eu vi você ontem…

Harry: Ah que estranho… - ri – eu também vi você ontem sua parva. Eu estive com você lembra?!

S/n: Eu vi você ontem com uns garotos… - ver eu nem vi… mas só podia ser ele

Harry: V…vo…cê viu o quê?

S/n: Uns garotos… e uma rapariga – lembrar isso era muito difícil, mas se eu queria apanhar esses idiotas eu tinha que fazer algo

Harry: Que rapariga?! Eu não lembro…

S/n: Eu vi…. Eu vi vocês violarem a rapariga seu idiota!!! PORQUE VOCÊ FEZ ISSO?! – falava enquanto batia em seu peito…

Harry: VOCÊ NÃO SABE DE NADA OUVIU? A RAPARIGA NEM É SUA CONHECIDA POR ISSO CALA A BOCA!!!

S/n: A RAPARIGA ERA EU SEU IDOTA! PORQUE VOCÊ FEZ ISSO COMIGO?!

Harry: E…era v..você? A ra…par…rapariga era você?!

S/n: Porquê? - minha voz era fraca – não tinha esse direito…

Harry: eu nem sabia quem era…

S/n: não precisava nem saber… bastava pensar um pouco pra não fazer uma parvoíce dessas!

Harry: desculpa…

S/n: sai… não quero ver você nunca mais…

Harry: Ei… Ouve! Eu estava demasiado irritado, eles me convenceram a fazer isso… Ainda batemos em um garoto…

S/n: VOCÊ SABE QUEM ERA O GAROTO? SABE?!

Harry: não…

S/n: ZAYN!! ESSE NOME É LHE FAMILIAR?

Harry: zayn?! – pensou alto, ele não estava nem acreditando no que podia ouvir… mas também… quem é o idiota que bate no amigo sem saber?

S/n: Sai

Harry: desculpa… sério, desculpa mesmo!

S/n: SAI!! – a voz foi ficando cada vez mais longínqua… a imagem começava a desaparecer, até que vejo tudo escuro

S/n: AHHHHH!! - zayn acorda, assustado

Zayn: O que foi pequena?! – bocejava… estava ainda meio sonolento

S/n: Eu…eu… - tremia muito… as lágrimas eram incessantes

Zayn: Não se preocupa… foi só um pesadelo! Eu estou aqui… vem deita – fez gesto com a mão para me deitar ao seu lado. Fazia carinho em meus cabelos continuamente, virei-me de frente para ele, aconchegando-me em seu peito, podia sentir seu coração bater calmamente, o que me acalmou…

Nenhum comentário:

Postar um comentário